Carta de Apresentação

Olá, aventureiros das letras.

Se você chegou até aqui, é um interessado em literatura. Bem vindo. Se você for um escritor, é o lugar certo pra você. Se for um leitor, leia até o fim, pode ser que você termine esse texto como um escritor.

Sempre fui apaixonado pela literatura. A possibilidade de conhecer um mundo novo, existente apenas na imaginação das pessoas. Histórias e mais histórias sobre heróis, feitos épicos, esforços sobrenaturais. Tudo que nós sonhamos que um dia sejamos capazes de fazer pode estar num livro ou num conto. Pouco a pouco, fui sendo atraído pela fantasia, pela ficção científica e outros gêneros da ficção. Assim como, acredito, muitos de vocês foram.

E a fantasia é cheia de gêneros. Pode ser épica, com mundos inexistentes, cheios de milagres e magia por acontecer. Pode ser científica, na busca do ser humano pela evolução e pela perpetuação. Pode ser o steampunk que tanto fascina na sua tecnologia vintage. A fantasia está presente até mesmo em obras consideradas mais sérias, como os livros de Gabriel Garcia Marques e Edgar Alan Poe.

Eu, pessoalmente, me considero um escritor. Tenho me expressado pelas palavras desde que eu era mais novo. Um pouco de talento, um pouco de incentivo, e esse acabou se tornando meu sonho. Aposto que é o de muitos de vocês.

Mas é complicadíssimo ser um escritor, sempre foi, principalmente no Brasil. É preciso trabalho pesado, é preciso vontade de ferro, e é preciso oportunidade. As editoras recebem milhares de originais todos os meses, e não há tempo hábil para ler esse material todo. Assim, muitos futuros grandes autores tiveram seu destino abortado muito cedo.

Então, surgiu a alternativa para pessoas como nós. A internet. A terra prometida para aqueles que sonham com o reconhecimento pelo seu trabalho. Bem, nem todas as promessas são cumpridas. Eu mesmo caí nessa. Criamos um blog, publicamos nossos textos e ficamos esperando o milagre da multiplicação das visitas. Não é assim que funciona.

Com o tempo, eu aprendi alguns dos segredos. É preciso ainda mais trabalho duro, é preciso divulgação, é preciso esforço. Assim, meu blog de textos pulou de 20, 30 visualizações semanais para cerca de 800. Eu me também me tornei escritor de um site de jornalismo esportivo, voltado para o futebol americano, e lá aprendi com um mestre da divulgação como crescer, como expandir.

E agora quero usar o que eu aprendi em benefício de vocês. E é aí que entra a Pulp Feek.

O projeto é muito simples. Uma revista online para divulgação da ficção e seus gêneros. Quatro semanas, com gêneros diferentes, em histórias que passam o espaço de um conto e se estendem por sagas. Cada gênero escrito por um autor em busca do sonho.

A muito tempo acredito que o Brasil precisava de algo assim. Nos Estados Unidos, uma terra onde a ficção é levada a sério, as revistas pulp já foram uma realidade a décadas atrás, e fizeram seu papel em trazer grandes histórias e personagens para a cultura mundial. Esse será o nosso objetivo. Nosso, porque você também pode fazer parte dele.

O meu papel será simples, e ainda assim cansativo. Eu serei o organizador. Vou movimentar a revista, com a ajuda do meu amigo e sócio, Lucas Rueles, para que o máximo de pessoas leia as obras aqui publicadas. Eu usarei o que aprendi sobre divulgação, e vou me esforçar para aprender a arte da edição, de maneira que o trabalho aqui apresentado não faça feio frente aos livros e histórias publicados por editoras profissionais.

O seu será o mais exaustivo, e também o mais divertido. Usar a imaginação para povoar os gêneros que publicaremos com histórias incríveis, que sejam perpetuadas ao longo do tempo, com personagens e atos que serão lembrados. Não acho ambição acreditar que ao menos um par dos autores que escolheremos entre vocês terá um destino digno das histórias que aqui serão publicadas. Já li dezenas de blogs de autores brasileiros, e sei que o material bruto que se apresentará é digno do esforço que estou decido a colocar aqui.

Assim, queremos vocês. Queremos seu comprometimento com nossa ideia. Queremos que você sonhe conosco com um mundo onde a literatura de gênero fantástico brasileira seja reconhecida.

Infelizmente, não tenho dinheiro para os compensar financeiramente pelo trabalho. Tudo que posso fazer é lhes dar meu esforço,  e pedir o seu em troca. Eventualmente, talvez, uma editora ou algo parecido decida nos patrocinar, e eu poderei recompensar o seu material. Outra forma de compensação, claro, será a minha tentativa de chamar a atenção das mesmas editoras para o seu trabalho, de maneira que você se sobressaia sobre as centenas de originais enviados a elas. Assim, você pode realizar seu sonho de ser um autor publicado.

Caso tenha se empolgado, ou ao menos interessado, pela minha ideia, pode seguir a leitura. Caso contrário, espero que retorne para ler as obras daqueles que acreditaram nela.

O Projeto.

Como eu disse previamente, a ideia é de dois objetivos:

1) Divulgar os gêneros da ficção fantástica na internet brasileira.

2) Trazer os holofotes sobre autores promissores.

Para alcançar o primeiro, eu estabeleci o método de publicação da seguinte forma: Quatro semanas rotativas, com dois gêneros de temática próxima sendo publicados em cada uma, totalizando oito gêneros. Esses receberão séries regulares que continuem na forma de uma história, cada uma sob a responsabilidade de um autor, escolhido pela equipe de edição, que irá poder trabalhar dentro dele da maneira como bem entender, recebendo o apoio de um editor para manter a comunicação com os leitores. De certa maneira, isso resultará em algo muito próximo de um livro, como se a publicação de cada gênero naquele ciclo fosse um capítulo.

Confuso, talvez? Bem, pense na Shonen Jump, revista japonesa de mangás. Cada título é publicado semanalmente, continuando os acontecimentos da semana anterior. Essa será a forma que daremos às séries regulares.

A escolha dos gêneros foi relativamente arbitrária. Escolhi alguns mais consagrados para chamar a atenção sobre os demais, e alguns menos famosos entre os brasileiros, de maneira a conseguir divulgá-los. Muitos gêneros ficaram de fora, e esse serão tratados também aqui, embora não na forma de uma série regular, e sim em contos one-shot.

Os oito gêneros regulares, e a forma como será organizada a publicação, será a seguinte:

1) Semana da Fantasia: Aqui, os gêneros serão a Fantasia Épica e Espada & Magia. Enquanto a Fantasia Épica é o mais popular entre os gêneros escolhidos, contando com centenas de best sellers e obras famosas, como Senhor dos Anéis e Harry Potter, o gênero Espada & Magia só é conhecido por muitos através de seu principal personagem, Conan.

2) Semana do Horror: Contará, como previsível, com o gênero Horror, que será acompanhado pelo Noir. Enquanto o primeiro é extremamente conhecido pelos seus filmes e pelos livros de Stephen King, o segundo a muito caiu em desuso, mas seu clima de suspense de intriga é extremamente interessante e cativante.

3) Semana da Ficção Científica: Essa semana se dividirá entre dois gêneros relacionados à ciencia: A Ficção Científica Social e a Space Opera. Enquanto a primeira alcançou seu ápice com o genial Isaac Asimov, que tentava compreender a tecnologia e seus reflexos na sociedade, a segunda se destaca pela divertida obra Star Wars.

4) Semana da Fantasia Científica: Talvez a semana mais aberta a exploração, se divide entre o Steampunk e a Fantasia Urbana. Enquanto o primeiro leva elementos fantásticos para um estilo retro e reúne legiões de fãs, a segunda se foca nos mistérios do mundo real, e aproxima a magia do nosso dia-a-dia.

Cada um dos gêneros contará com um autor diferente, que será responsável por desenvolver uma história que possa se estender por meses e capítulos. Para isso, o autor contará com o apoio de uma equipe de editores. Embora sejamos todos amadores, somos extremamente interessados em literatura, e temos centenas de obras já lidas. Claro que não somos arrogantes a dizer que faremos um trabalho tão bom quanto um profissional faria, mas nos esforçaremos para tanto.

O trabalho, então, será esse. Caso você tenha se interessado em se tornar um dos nossos autores, basta clicar na palavra “Autores” na barra acima para nos ajudar. Caso você não consiga se expressar por palavras, mas sim graficamente, não desista ainda! Precisaremos também de ilustradores, e você pode saber como nos ajudar na sua própria seção, também alcançável pela barra principal.

Espero que vocês tenham se empolgado pela ideia tanto quanto eu me empolguei ao tê-la. Sei que juntos podemos ir longe. Agradeço àqueles que leram mas não se interessaram pelo simples fato de ter me dado uma chance. E para aqueles que se interessaram, sei que vocês demonstrarão potencial para escrever algo por aqui. Usaremos tantos autores quanto for possível, começando pelos oito que escreverão as séries. Agora, que tal começar a trabalhar no seu texto? Estou ansioso para lê-lo.

Do seu sonhador favorito,

Rafael Marx.

Co-editor chefe e organizador.

PS: Além dos textos, a revista tentará publicar textos de autores consagrados e dos seus editores sobre como escrever, recursos de estilística, entre outros assuntos que interessam os autores e leitores de ficção.

PPS: Siga-me no twitter ( @Rafa_Marx ) ou favorite o site para acompanhar informações sobre os trabalhos.

Advertisements

18 thoughts on “Carta de Apresentação

  1. Faz um tempo que estava querendo participar de algo do gênero. Vontade de participar não falta, onde assino?

    1. Bem vindo ao barco, recebemos seu contato e daremos uma resposta muito em breve, pena não poder responde-lo agora estamos passando por uma semana carregada mas faremos de tudo para manter contato assim que der
      atenciosamente
      co-editor chefe

  2. Estou curioso em saber se estão somente trabalhando no formato “serie” ou também em contos contínuos, mas sem ligação entre eles.

    Aguardo a resposta, e depois mandarei o email.

    1. Olha caso queria, você pode tentar escrever como One-shouter, ou tentar ser serializado criando um mundo e escrever várias histórias nesse mundo, com relação entre uma e outra, ou sem relação nenhuma entre e uma e outra.

      PS: Meu nome é Lucas Rueles e sou co-editor chefe, mas só apareço de madrugada, e as vezes de tarde.

      1. Obrigado por responder!

        Os contos que escrevo são historias do mesmo mundo, com certas personagens aparecendo em um conto ou outro, mas sem relação direta.

        Já que tenho minha duvida sanada, vou mandar o email o mais rápido possível, e esperar que seja do agrado de vocês.

        1. Ficaremos feliz em ler seu texto, e tentaremos dar uma resposta o mais rápido possível. A equipe toda está bem entusiasmada e estamos nos reunindo frequentemente para trocar idéias. Além de estar em constante estudo para atender vocês da melhor forma possível.

  3. Bem massa! Me interessei bastante, jogo RPG e estou numa onda de escrever sobre vampiros, mas contemporâneo, se houver um espaço para isso, eu adoraria.
    Sucesso ;D

    1. Claro. Vários dos gêneros permitem essa abordagem. Manda seu texto pra gente! Se você for escolhida, a gente te ajuda a selecionar o gênero que mais condisser com seus planos!

  4. Ótima iniciativa cara, parabéns, muito bom mesmo, sou escritor a um tempo e sofro muito com isso, divulgação, por mais que a gente goste de escrever e faça isso com gosto não receber um retorno de leitores é muito ruim e pode chegar a desmotivar algumas vezes, mas como todo bom Brasileiro desistir jamais, bola pra frente e vamos que vamos.

  5. Bem legal a iniciativa, pensei em trabalhar algo nessa linha há um tempo, mas entre um projeto e outro este se manteve engavetado. Pretendo participar sim! =D

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s