Rueles

Fonte de Inspiração – Cinema Pirata (Cory Doctorow)

In Editorial on 07/06/2013 at 11:37 PM

Hoje é dia de falar de revolução, e já que vivemos em época onde a revolução passa pela internet vamos falar de uma obra que fala de revolucionar o mundo através da internet

Cinema Pirata, é uma dessas surpresas que a gente encontra por ai e não são muito divulgadas, podia até falar aquela máxima de que o sistema não quer que a gente saiba, mas não, não acredito muito nisso, acho só que é um livro que não é muito divulgado mesmo.

Livro

Autor: Cory Doctorow

Publicada: De forma digital pelo site do Próprio autor e no Brasil pela editora Galera Record.

Sinopse

            E se por conta de leis severas regulamentando seu acesso a internet de uma hora para a outra você perdesse seu acesso? Fosse cortado das redes sociais, perdendo contato com seus amigos e familiares distantes? Nada mais de pagamentos online, transferências eletrônicas no conforto de casa, pesquisas de preços, pesquisas no Google, Google Tradutor, ou Google Maps?

            Sem todas estas coisas, como é possível continuar existindo num mundo onde sua própria existência depende de sua conexão? É nesse futuro próximo e polêmico que o Livro Cinema Pirata se propõe a entrar, se enveredando pelo caminho dos downloads – ilegais e dos nem tanto – e dos grandes conglomerados do entretenimento, conectando de forma clara as mais novas idéias sobre o assunto.

            Através de um tema simples, um garoto que baixa filmes para através de recortes fazer cinema, Cory Doctorow se propõe a discutir as conseqüências dos inúmeros modelos discutidos hoje, para o futuro da internet, propondo um caminho a ele numa Londres enegrecida por estas medidas.

Motivo para Ler

            Existem inúmeras maneiras de se lidar com suas causas pessoais quando se é um autor. A primeira é ignorá-las por completo,

o que eu jugo impossível, a segunda é deixá-las subentendidas nas entrelinhas, a terceira seria não se importar muito com isso, e a última seria abraçar esta causa e transformar ela em mote principal de seu texto. E é isto Cory Doctorow Abraçou sua Causa.

            É possível comparar Doctorow a George Orewell, ambos descrevem uma distopia, utilizando-se de ferramentas de ficção para levantar sua bandeira e pontuar as características do assunto discutido. A dormência inicial dos personagens presentes neste mundo, que não percebem as coisas ao seu entorno, é outra característica comum destes autores, que tem como conseqüência uma evolução considerável destes através da história.

            Existem porém ressalvas, enquanto Orewell usa alegorias para argumentar em favor de sua causa, Doctorow se utiliza de imagens de um futuro próximo, decisão esta que traz a vantagem de dar aos personagens um carisma imediato.

Falando mais uma vez dos personagens, a construção deles feitas por Doctorow é de um caráter introdutório, quase que premeditado, o personagem principal cresce em conhecimento juntamente ao leitor.

Uma ultima característica deste autor que me chamou muito a atenção, é como ele dialoga os personagens, existem momentos em que as causas dos personagens se chocam, então ele confronta idéias e ideais, que são vertentes dos pensamentos que ele defende, e apresenta inúmeras maneiras de ver uma única causa. Nessa mesma linha de argumentação, ele argumenta, destrói seu argumento fazendo com que o personagem prove que seu argumento é falho, mas contra-argumenta em cima disso. Pode parecer exagero, mas uma comparação interessante que pode ser feita, guardada claro as devidas proporções, é que esse estilo era usado por Padre Antonio Vieira em seus discursos, e agora ele aparece em uma linha de roteiro.

Minha Opinião

            Comprei esse livro por uma infeliz coincidência, achei que esse livro falava sobre cinema, então peguei ele para ver melhor, quando li a maravilhosa sinopse eu resolvi levar. Eu tinha comprado cinco livros, os outros quatro eu esperava para ler a meses, um deles era continuação de uma série que eu estava adorando, mas eu resolvi dar uma olhadinha nesse livro, li a dedicatória, li o primeiro capitulo, quando chegou no final do outro dia eu tinha terminado o livro.

            Entenderam? Porque eu li esse livro quatro vezes? Se não entenderam, eu vou explicar, o livro cola em você, se você começa a ler ele, você sendo como eu que nem come, quando quer terminar um livro, ou não, você acaba pegando gosto pela história pelos personagens pegando apreço por aquele mundo distópico e querendo morar naquele mundo, isso mesmo morar naquele mundo.

            Parece diferente de tudo que apresentei antes não é? Mas é como eu disse nessa parte o que conta é minha opinião, sem obrigação de ser técnico, portanto aqui posso dizer eu me diverti ao mesmo tempo em que conscientizei sobre a causa, me entusiasmei com os personagens, e consegui entender suas diferenças.

            Em minha opinião esse livro é a prova que você pode ser idealista sem ser ingênuo e ser engajado sem ser chato, é essa minha definição pessoal sobre a obra de Cory Doctorow, uma bem humorada aventura sobre como o mundo pode ser ruim se não agirmos logo.

            Quando o SOPA e PIPA começaram a ter destaques, os grandes canais da mídia, eram exatamente os grandes interessados em aprovar estas leis, portanto estes se calaram, quem começou a agir foram os sites e plataforma de comédia como 9gag, reddit, 4chan. Acho que foi pensando um pouco nesse publico que a obra dele foi escrita, pois foi este o publico que primeiro fez barulho contra estes projetos de lei, eles e os já conhecidos ativistas, claro.

            Eu depois de ler o livro comprei outro livro do autor publicado no Brasil, chamado pequeno irmão, o estilo realmente dele é brilhante, acompanho também o autor pelos Blog’s dele CrapHound e BoingBoing, e volta e meia traduzo os textos dele, são realmente brilhantes. Todos os livros do autor estão disponíveis em PDF em seu site pessoal CrapHound em inglês, suas publicações são em Creative Commons outra causa que ele defende.

Advertisements
  1. Brilhante escolha! Só posso dizer uma coisa: QUERO LER ESSE LIVRO!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: